Category Archives: solaris

Aix e Solaris – Como criar arquivos grandes

As vezes precisamos criar arquivos grandes no Unix para execução de um teste de rede, por exemplo.

Para isso usamos o comando mkfile no Solaris e lmktemp no Aix.

Veja abaixo a sintaxe e exemplos nos dois sistemas operacionais.
Continue reading Aix e Solaris – Como criar arquivos grandes

Aix, Solaris e Linux: Como identificar o MAC address da placa de rede

Para verificar o MAC address da placa de rede no AIX, Solaris e Linux:

Aix:

Comando lscfg, veja o “Network address”:

# lscfg -vl ent1
  DEVICE            LOCATION          DESCRIPTION

  ent1              60-58             Gigabit Ethernet-SX PCI Adapter
                                      (14100401)

        Network Address.............0004AC7CE7BC
        Displayable Message.........Gigabit Ethernet-SX PCI Adapter
                                    (14100401)
        EC Level....................E77671
        Part Number.................41L6596
        FRU Number..................07L8276
        Device Specific.(YL)........U0.2-P1-I1/E1

Solaris:

Comando ifconfig, veja o “ether”:

# ifconfig -a
le0: flags=863 mtu 1500
        inet 131.225.80.209 netmask fffff800 broadcast 131.225.87.255
        ether 8:0:20:10:d2:ae

Linux:

Comando ifconfig, veja o “HWaddr”:

# ifconfig -a
eth0      Link encap:Ethernet  HWaddr 00:60:08:C4:99:AA
          inet addr:131.225.84.67  Bcast:131.225.87.255  Mask:255.255.248.0
          UP BROADCAST RUNNING MULTICAST  MTU:1500  Metric:1
          RX packets:15647904 errors:0 dropped:0 overruns:0
          TX packets:69559 errors:0 dropped:0 overruns:0
          Interrupt:10 Base address:0x300

Referência:

  1. How to find your mac address
  2. AIX – lscfg command reference
  3. Solaris – ifconfig command man page
  4. Linux – ifconfig man page

Opção “-xdev” do comando find

Como listar os maiores arquivos de um diretório ou filesystem excluindo outros filesystems montados abaixo deste?

É um problema localizar os maiores arquivos de um filesystem quando temos outros filesystems montados. Se estou com o filesystem /var com alto percentual de ocupação e preciso localizar quais os maiores arquivos que estão causando o problema, devo ler os arquivos deste filesystem mas ignorar os que estão sobre outros filesystems, por exemplo se eu tiver um /var/local.

Para isso, o comando find tem uma opção muito boa chamada -xdev. Ela considera apenas o filesystem especificado no path  do comando find.

Da man page:

-xdev: Always evaluates to the value True. Prevents the find command from traversing a file system different from the one specified by the Path parameter.

Exemplo:

Listar os 20 maiores arquivos dentro do filesystem /var:

find /var -xdev -type f -ls |sort -n +6 | tail -20

Observação: No Solaris pode-se usar a opção -xdev ou -mount.

Referências:

Solaris – Como checar pacotes pacialmente instalados

Para checar se há pacotes parcialmente instalados, você deve executar o comando pkginfo com a opção “-p”.

O sistema irá mostrar os pacotes parcialmente instalados. Caso a saída do comando não retorne nada é porque a instalação de todos os seus pacotes está ok.

# pkginfo -p

English version:

Solaris – How to check partially installed packages

To check if a Solaris package is partially installed, you should run the command pkginfo, with the option “-p”.

The system will show only the packages that are partially installed. If there is no partially installed package, nothing will be showed.

# pkginfo -p

Aix e Solaris – Como criar um arquivo de um tamanho específico

Abaixo, seguem os comandos utilizados em AIX e Solaris para criar um arquivo de um tamanho específico. A criação de um arquivo com um determinado tamanho é útil para algumas coisas como:

  • criar-se arquivos para testes, por exemplo, para transferir o arquivo via rede e avaliar a taxa de transferência da rede.
  • criar arquivos para serem usados como swap no Solaris.

 

AIX:

Comando lmktemp:

# /usr/sbin/lmktemp [nome do arquivo] [tamanho]

Exemplo:

# /usr/sbin/lmktemp teste.txt 100m

 

Solaris:

Comando mkfile:

# mkfile  [tamanho] [nome do arquivo]

Exemplo:

# mkfile 100m teste.txt

 

O tamanho deve vir seguido de g, m, k ou b (giga, mega, kilo, byte)

Nos dois exemplos acima, um arquivo chamado teste.txt é criado com 100 MB.

 

Referência:

  1. Unix Rosetta Stone: http://vinhnet.org/Knowledge/system-admin/Rosetta_Stone_Unix_translator2.htm
  2. mkfile man page: http://docs.sun.com/app/docs/doc/802-5747-1M/6i9g1e17p?l=en&a=view&q=mkfile
  3. lmktemp: http://www.coolcommands.com/index.php?option=com_cccat&task=display&id=154

Solaris РVerificando a verṣo de um pacote instalado

Anotação simples. Para ver a versão de um pacote instalado no Solaris, use a opção “-x” do comando pkginfo:

Para identificar o pacote (exemplo: FTP server Proftp):

foo>pkginfo |grep proft
application SMCpftpd                         proftpd

Uma vez identificado o pacote, verifica-se a versão:

foo>pkginfo -x SMCpftpd
SMCpftpd        proftpd
(sparc) 1.3.1rc2